Coordenadoria de Pesquisa e Inovação


Clique na imagem para acessar o novo site.

  • Coordenadoria de Pesquisa, Inovação e Pós-graduaçãoCoordenador: Alexandre Camargo Maia (Link para o Currículo Latteshttp://lattes.cnpq.br/8300314107363535)
    Atendimento:
     Ambiente compartilhado pela CEX, CPI e CRA – Piso 1

    Contato: cpi.cpv@ifsp.edu.br

     

    A partir da publicação da Lei Federal nº 11.892 de 2008, que criou os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, ficou estabelecido que uma das finalidades dos Institutos Federais é o estímulo e a realização da pesquisa aplicada, visando o desenvolvimento científico e tecnológico, com o objetivo de estender seus benefícios à comunidade.

    Dessa forma, a Coordenação de Pesquisa e Inovação do IFSP – Câmpus Capivari tem como objetivos planejar e acompanhar as atividades relacionadas com a pesquisa, buscando seu fortalecimento em todos os níveis de ensino do IFSP.

    Os trabalhos de Iniciação Científica têm como objetivos:

    • Despertar a vocação científica e tecnológica dos alunos de graduação;
    • Estimular e desenvolver o pensamento científico, a capacidade criativa, o espírito crítico e a procura de novas respostas e soluções inovadoras;
    • Conscientizar o aluno das questões sociais e éticas inerentes à pesquisa científica e tecnológica.

    No início de cada ano são selecionados projetos de Iniciação Científica para serem contemplados com bolsas institucionais. Atualmente existem alunos bolsistas do IFSP – Campus Capivari e vários outros alunos que desenvolvem projetos de iniciação científica voluntária. A realização de projeto de iniciação científica voluntária no IFSP pode ser iniciada em qualquer época do ano e para participar o aluno deve entrar em contado com um professor da sua área de interesse.

     Competências da CPI:

    A Coordenadoria de Pesquisa e Inovação, órgão subordinado à Diretoria-Geral do Câmpus compete:

    1. Apoiar e incentivar a implantação e consolidação de linhas e grupos de pesquisa no Câmpus, de acordo com os cursos existentes e coma força de trabalho.
    2. Incentivar, apoiar, mapear e supervisionar os projetos de pesquisa e de inovação do Câmpus, assim como suas articulações com a sociedade e seus meios produtivos.
    3. Buscar apoio externo para realização de eventos institucionais relacionados à pesquisa e inovação.
    4. Apoiar e incentivar a participação de pesquisadores e alunos de iniciação científica e tecnológica em eventos internos e externos.
    5. Certificar a participação em eventos promovidos pela coordenadoria.
    6. Organizar anualmente, ao menos, um evento de pesquisa e inovação.
    7. Fomentar a cultura de pesquisa e inovação e de tecnologia social.
    8. Organizar articular a participação de alunos nos diversos programas de iniciação científica e tecnológica em todos os níveis de ensino.
    9. Articular, apoiar e/ou elaborar projetos de pesquisa ou de inovação, visando à participação do Câmpus em chamadas públicas ou outras fontes de recursos. os referidos projetos deverão estar em sintonia com as políticas institucionais e ter apreciação da Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação.
    10. Incentivar o trabalho colaborativo e integrado de pesquisa e inovação entre os diferentes níveis de ensino.
    11. Elaborar e encaminhar à Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação (PRP) relatórios anuais referentes às diversas atividades desenvolvidas no Câmpus que envolvam pesquisa e inovação, visando controle dos indicadores de produtividade do IFSP
    12. Articular e atender às solicitações, recomendações e políticas estabelecidas da Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação.
    13. Organizar, editar e encaminhar à PRP anualmente o Catálogo de Pesquisas do Câmpus.
    14. Colaborar no mapeamento dos aglomerados e arranjos produtivos locais, promovendo sua articulação com os cursos, grupos de pesquisa, projetos de inovação em todos os níveis.
    15. Assessorar o Diretor do Câmpus na operacionalização, promoção e gestão da pesquisa científica e de inovação, bem como dos recursos necessários.
    16. Incentivar, colaborar e/ou promover intercâmbios, convênios ou cooperações com outras instituições científicas e tecnológicas, para estímulo dos contatos entre pesquisadores e para o desenvolvimento de projetos comuns.
    17. Prospectar, colaborar e/ou viabilizar convênios para projetos entre o Câmpus local, outros Câmpus com os meios produtivos.
    18. Orientar sobre o encaminhamento de projetos que envolvam atividades com seres humanos e/ou experimentos com animais para a devida apreciação do comitê de ética adequado.
    19. Orientar o inventor na gestão da propriedade intelectual.
    20. Zelar pelo cumprimento de legislações referentes à propriedade intelectual.
    21. Adequar a infraestrutura existente às necessidades dos diversos projetos de pesquisa e inovação e garantir sua confidencialidade.
    22. Orientar interessados no processo de buscas e consultas a bancos e bases de patentes nacionais e internacionais.
    23. Responsabilizar-se pelos bens patrimoniais pertencentes ou em uso nos ambientes de responsabilidade da Coordenadoria de Pesquisa e inovação
    24. Colaborar no levantamento necessário, realizar análises e consolidar propostas para integrar o PDI do Câmpus.
    25. Criar condições para o cumprimento das ações propostas pelo PDI, no nível operacional de maneira a permitir a viabilização das ações propostas.
    26. Encaminhar à Direção-Geral do Câmpus minuta do edital de seleção de discentes para Projetos de Iniciação Cientifica, inclusive voluntária.
    27. Desempenhar outras atividades pertinentes que lhe forem atribuídas pelo Diretor-Geral do Câmpus.

    Atender às solicitações e recomendações da Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação.Também são competências do Coordenador de Pesquisa, Inovação e Pós-graduação, segundo o  art. 11 das “Diretrizes para as Atividades de Pesquisa e Regulamento para os Projetos com Financiamento Interno ou Externo do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo, anexo à Resolução nº 19/2016, de 03 de maio de 2016 emitida pelo Conselho Superior do IFSP.”:

    I – presidir o Compesq;

    II – tomar ciência e seguir as diretrizes e normativas que regem as atividades de pesquisa. de inovação e de pós-graduação no IFSP e informar à comunidade de seu Câmpus;

    III – prestar eventuais esclarecimentos à Diretoria-geral dó Câmpus e à PRP;

    IV – promover e divulgar informações inerentes à pesquisa. à inovação e à pós-graduação junto à comunidade;

    V – comunicar oficialmente à PRP sobre participações em eventos nacionais e internacionais, premiações. publicações em periódicos como resultados relevantes das atividades de pesquisa;

    VI – orientar os pesquisadores sobre as políticas de inovação e proteção intelectual;

    VII – registrar em ata assinada pelos membros o conteúdo das reuniões do Compesq;

    VIII – manter atualizado o arquivo das atas.

     


    A Portaria n.° 4.658, de 19 de dezembro de 2019, regulamenta as atividades de ensino, pesquisa e inovação e extensão, previstos no art. 17 da Resolução n° 121 de 08 de dezembro de 2015. Para acessá-la clique aqui.