I Batizado e Troca de Cordões de Capoeira do IFSP Câmpus Capivari


Na última segunda-feira, dia 23 de outubro, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo – Câmpus Capivari, através do projeto de extensão “Capoeira Contemporânea: Vivências e Práticas Básicas”, realizou o I Batizado e Troca de Cordas de Capoeira do IFSP Câmpus Capivari. O evento, que contou com a participação de profissionais de Capoeira de Capivari e região, foi uma das atividades da V Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, realizada entre 23 e 27 de outubro, e teve como objetivo principal reconhecer a dedicação e esforço dos 07 (sete) atletas que receberam nova graduação.

Na Capoeira, o grau de conhecimento e vivência dos atletas dentro dessa arte é indicado pela cor do cordão que ele carrega na cintura. Os cordões podem ser verde, amarelo, azul, branco ou ainda podem ser uma combinação destas cores. Quando o atleta iniciante, que treinou por cerca de um ano sem cordão algum na cintura, vai receber o seu primeiro cordão, diz-se que ele está sendo batizado na Capoeira. Cabe lembrar que o batismo na Capoeira, assim como em outros esportes, não tem relação com religiosidade como a denominação pode sugerir, mas sim com a primeira participação oficial dos atletas em uma roda de Capoeira para jogar com outros capoeiras mais experientes.

Capoeiras profissionais e iniciantes participaram do evento.

Na roda, mestres, contra-mestres, professores e instrutores de Capoeira se revezam para jogar com os atletas iniciantes, e estes, depois de muito treino, ao final dos seus primeiros jogos oficiais de Capoeira, estão aptos a receber a primeira graduação: o cordão verde. Da mesma maneira, os atletas que já carregavam o cordão verde na cintura durante todos os treinos do ano, participam do evento e jogam com os capoeiras profissionais para coroar e recompensar todo o suor dos treinamentos e receber a nova graduação: o cordão amarelo.

O Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de São Paulo – Câmpus Capivari e o coordenador do projeto de extensão “Capoeira Contemporânea: Vivências e Práticas Básicas”, Gustavo Baptistella Leite da Silva, agradecem ao Mestre Silva, ao Mestre Adevair, ao Contramestre Alonso, ao Aluno Formado Maike e aos capoeiras Atail Dissero, Augusto Parazzi Filho e Murilo Ceres pela parceria e apoio. E parabenizam os atletas do projeto de extensão Mônica Gonçalves Rodrigues, Daniel Vicente, Dyesson Henrique Ferreira e Gabriel Faria de Souza que fizeram por merecer e carregam, agora, o cordão verde em suas cinturas. Assim como parabenizam os atletas Gilmar Fernandes Reis Ramos, Lucas Maurício Alves e Luan Henrique Marcelino Leite que agora podem se orgulhar de suas cordas amarelas.

 

Deixe um Comentário