Curso de ADS tem jovens talentos para a ciência


DSC_0867_cortado

O Curso de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) do Campus Capivari, tem dois de seus alunos participando do Programa “Jovens Talentos para a Ciência”. Trata-se de Programa de incentivo à iniciação científica, coordenado pela Capes.

O Programa é destinado a estudantes de graduação de todas as áreas do conhecimento e tem o objetivo de inserir precocemente os estudantes no meio científico. Os estudantes recém-ingressos em universidades federais e institutos federais de educação são inscritos pela instituição de ensino superior. Os alunos são selecionados por universidade, mediante prova de conhecimentos gerais.

Os dois alunos, Cristiane Slonzo e Alexandre Camargo Maia, concederam-nos entrevista para contar de suas expectativas.

Primeiro, perguntamos a eles como ficaram sabendo do Programa “Jovens Talentos para a Ciência”. Eles contaram que souberam através do Coordenador do Curso de ADS, Prof. Vitor Brandi Junior, que forneceu as informações em sala de aula e o site para acesso. “A coordenação do curso, representada pelo Prof. Vitor Brandi Junior, informou a todos os alunos da primeira turma do Curso Superior de Tecnologia em Análise e de Desenvolvimento de Sistemas do Campus de Capivari da existência do Programa Jovens Talentos para a Ciência e incentivou a inscrição, explanando as oportunidades relacionadas à inserção na Iniciação Científica, como por exemplo os Programas Ciência sem Fronteiras e o Programa Institucional de Iniciação à Docência (PIBID)”, comenta Alexandre.

Alexandre lembrou todo o processo, desde a inscrição para o Programa, passando pela organização da viagem a São Paulo até a realização da prova. “Eram aptos a participar todos os estudantes recém ingressos em universidades federais e institutos federais de educação. A minha jornada iniciou-se com a inscrição efetuada na Secretaria de nosso Curso, e no mês de maio os inscritos participaram de prova de conhecimentos gerais. Os alunos do meu campus efetuaram a prova nos Campus do IFSP em São Paulo, sendo o deslocamento efetuado em um ônibus fretado. A “excursão” foi à primeira atividade extraclasse da turma e serviu para fortalecer os laços de amizade entre os participantes e apesar de cansativo, foi um dia memorável”.

Ao perguntarmos como foi, para eles, participar da seleção, Cristiane falou de sua grande expectativa, uma vez que a prova era de conhecimentos gerais e, nesse caso, é mais difícil focar em um assunto específico. “A prova, apesar de ter somente 36 questões, exigiu muita atenção na compreensão e interpretação de textos. E ainda teve o barulho dos helicópteros e dos carros de corrida da Fórmula Indy na Marginal Tietê pois fiz a prova no campus São Paulo” (risos).

O resultado de todo esforço parece ter valido a pena. Cristiane se lembra da felicidade e satisfação do dia em que viu o resultado e comenta: “estava reunida com minha família comemorando o aniversário do nosso filho Eduardo dia 9 de Julho, quando vi meu nome na lista dos aprovados, foi uma realização pessoal, com muitos parabéns, abraços e alegria.”

Sobre sua reação quando ficou sabendo do resultado, Alexandre diz que “foi uma grande surpresa e ainda maior ao constatar que o meu resultado havia sido o melhor entre todos os alunos do IFSP que participaram da seleção, pois possuo 28 anos, concluí o Ensino Médio em 2002 e sou advogado inscrito na OAB/SP há 05 anos.” Ele acrescenta que sentiu uma grande sensação de vitória, pois “o IFSP é tradicional, oferece ensino de qualidade e possui excelentes alunos, por isso o resultado é uma honra”.

As expectativas em relação ao Programa são inúmeras: “minhas expectativas são as maiores que já passei com relação ao meu estudo aqui no IFSP”, comenta Cristiane. “Com essa nova oportunidade do programa da Capes, quero expandir minha visão, aprender e continuar a me desenvolver na área de T.I., e sei que só terei resultados extraordinários com o máximo de empenho.”

Alexandre, por sua vez, fala da sua expectativa de se engajar na pesquisa. “Espero que por meio da prática do estudo acadêmico, que é parte da ocupação de Pesquisador, eu possa efetuar a apresentação de resultados em eventos científicos e preparar-me para que após a conclusão do curso de graduação, complementar os conhecimentos da minha área de formação com um Mestrado”, comenta Alexandre.

Os dois jovens talentos recomendam aos colegas e todos os estudantes que busquem oportunidades de participar de projetos como esse. “Recomendo a todos que puderem a participar”, diz Alexandre. “Apesar dos participantes do programa receberem uma bolsa, acredito que o mais importante é ter a oportunidade da Iniciação Científica, o estreitamento de relações com o docentes do IFSP, além do diferencial no Currículo Acadêmico Lattes”.

“Eu sei que oportunidades como essa não passam muitas vezes pelo nosso caminho, então é sempre tentar porque um ‘não’ você já tem, e tem 50% de chance de tirar um ‘sim’. Esse Programa da Capes, além de valorizar o seu currículo, disponibiliza outro nível de pesquisa e conhecimento na sua vida que seria difícil alcançar sem o apoio desse programa”, diz Cristiane. “O importante é focar na sua carreira sem meio termo, determinar prioridades, não desanimar com seus erros, planejar seu tempo, ter compromisso com seus sonhos”, conclui.

Deixe um Comentário